Retrato sonoro

Ainda sobre a FACA, hoje fomos à exposição “Everything we hear and many things we don’t” no Adamastor Studios, dedicada totalmente ao som. Entre as várias salas com explorações diferentes da instalação sonora, com um carácter tendencialmente autobiográfico dos artistas, destaca-se Présence, de Rudolfo Quintas, uma instalação que permite ao visitante fazer o seu retrato sonoro através da sua movimentação num espaço que funciona como uma espécie de sintetizador accionado pelo corpo e a sua posição. É uma experiência interessante quer para o visitante que se movimenta e cria o seu retrato com os auscultadores nos ouvidos, quer para o restante público que assiste a uma performance espontânea e imprevisível, especialmente enquanto não souber o que se passa ali.