A esquerda debatida à esquerda

O texto de Clara Ferreira Alves hoje no Expresso sobre o seu anti-comunismo é, apesar de o título não aparentar, um contributo lúcido para a discussão deste acordo à esquerda que está prestes a ser posto em prática. Não é pancada no PCP, mas antes um olhar histórico que deve ser contrabalançado com as condições únicas em que o acordo actualmente acontece. Ao mesmo tempo, mostra como a ausência de uma força intelectual e discursiva na direita capitalista e neoliberal permite que a retórica do PCP continue a ter ressonância. Não concordo necessariamente com a conclusão de que o passado histórico dos comunistas portugueses indique um rumo ao desastre, mas é este tipo de opinião argumentada que faz falta ao debate. E mais, demonstra novamente que o debate real e útil sobre a coligação de esquerda está a ser feito apenas à esquerda, em contraste com a histeria da direita, que lembra os piores momentos dos protesto anti-Dilma no Brasil ou do Tea Party norte-americano.