Adeus, Pickwick

2015/01/img_0101.jpg
Finalmente acabei de ler os Cadernos de Pickwick (título abreviado) de Charles Dickens, mais de um ano depois de ter começado. Durante este tempo tive oportunidade de muitas vezes me cansar de o ler, de ter vontade de pegar nele outra vez, de ser derrotado pela preguiça de retomar um livro tão grande, de adiar para mais tarde o acto de coragem. Escrevi um artigo sobre ele quando ia mais ou menos a meio, li vários outros livros entretanto. A obra original era para ser lida mais ou menos assim. Os vinte fascículos mensais tornaram a história episódica, por vezes desconectada, mas nunca desinteressante. Foi provavelmente o livro mais divertido que já li, e um dos poucos que me fez rir à gargalhada. Pickwick é, sem dúvida, um excelente companheiro para viagens longas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s