Uma Carta

Hoje fui à redacção do Notícias de Vila Real, para quem escrevo quinzenalmente (artigos que são aqui expostos na íntegra) e fui surpreendido com uma carta relativa à entrevista ao Luís e ao Francisco da Covilhete , devidamente identificada, de um leitor portuense, que me corrigiu a ortografia da palavra inclusivé (ou inclusive) e a seguir deixou a seguinte mensagem, algo confusa (a Covilhete é uma promotora, não uma banda). É bom saber que chego a alguém, e acima de tudo que essas pessoas começam a reconhecer o bom trabalho que se anda a fazer nesta terra. Fica um parágrafo.

“Aproveito para dizer que foi com muito agrado que tomei conhecimento da actividade musical e iniciativas correlativas em Vila Real., que serão protagonizadas por vilarrealenses ou residentes. Fiquei com essa ideia, assim como a de que a Covilhete na Mão (felicíssima designação!) não é a única banda sediada na ‘Bila’, à parte, claro, a ZigurArtists (Lamego) e a Dedos Biónicos (Bragança).

Oxalá que o projecto da Covilhete na Mão se consolide e expanda, a par de congéneres vilarrealenses que porventura haja.”

E já agora, recordem aqui a entrevista e o Se Esta Rua Fosse Minha 2012 (saudades?).

[vimeo 44688946]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s